FUTURO AMEAÇADO


Faço minhas as palavras do Presidente da EMBRATUR, Vinicius Lummertz, que em artigo publicado no jornal Notícias do Dia em 23/09, afirmou que Floripa está “desacontecendo”. A cidade que levou muito tempo para se livrar do estigma de pseudo-capital com economia provinciana, virou referência mundial no esporte, no turismo, na tecnologia e em qualidade de vida. O MIT reconheceu Florianópolis como uma das cidades mais dinâmicas do mundo, a ONU a incluiu no seleto hall das cidades criativas, a imprensa mundial reconheceu e apostou em nosso potencial único, mas hoje a consolidação deste progresso está ameaçada e a cidade pode perder uma oportunidade única.


Orla da Jurerê Internacional

Enquanto o setor da tecnologia padece com a falta de incentivos municipais e com a lentidão nos processos burocráticos, o turismo está estagnado, ameaçado com a insegurança jurídica e correndo o risco de ser sepultado com uma onda de demolições. Infelizmente estes dois temas estiveram de fora dos debates e programas dos candidatos a prefeitura da cidade. E agora? quem poderá nos defender?

#TURISMO #Florianópolis